Comer para controlar a dor – A dieta anti-inflamatória

 

Os tipos mais comuns de dor nos dias de hoje incluem artrite; parte inferior das costas, dor nas articulações, dor muscular e fibromialgia óssea. Com o envelhecimento da nossa sociedade e as pessoas vivendo mais tempo, esses números tendem a aumentar se não forem combatidos. Além do custo social deste problema crescente, há grandes custos econômicos também.

A perda de produtividade e atividade diária devido a dor é substancial. Com o custo da medicina crescendo exponencialmente, bem como uma percentagem cada vez maior de pessoas que se tornam interessados em abordagens mais holísticas para a cura, há um número cada vez maior de estudos confirmando que a alimentação saudável quando feita com sabedoria, pode oferecer alívio da dor e até mesmo propriedades curativas.

Mesmo a escolha de certas sobremesas podem fornecer propriedades saudáveis ​​e de cura. Por exemplo:

  • O chocolate escuro contém flavonóides, que fornecem grande quantidade de anti-oxidantes e propriedades anti-inflamatórias.
  • Muitas frutas e vegetais fornecem antioxidantes e devem ser consumidos durante todo o dia.
  • Evite alimentos pró-inflamatórias. Alimentos pró-inflamatórios aumentarão a inflamação, aumentando a sua dor também o risco de doença crônica.
  • Coma mais peixe, soja, aves e menos carne vermelha gordurosa (carne vermelha promove a inflamação). Se você optar por comer carne, coma cortes magros.
  • Fique longe de alimentos fritos. Use mais o forno ou frite as suas refeições em óleos saudáveis.
  • Diga não às carnes processadas, como as dos cachorros-quentes. As salsichas contêm produtos químicos tais como nitritos que estão associados ao aumento da inflamação e doença crônica.
  • Reduza os doces. As dietas ricas em açúcar também têm sido associadas à inflamação. Elimine alimentos ricos em açúcar, como refrigerantes e biscoitos rechedos.
  • Coma frutas integrais, nozes, sementes e legumes frescos durante todo o dia, em vez de biscoitos e doces.
  • Escolha vegetais coloridos, como verde, laranja e vegetais amarelos para seus acompanhamentos.
  • Beba muita água, sucos frescos 100% da fruta e sucos de vegetais, chás de ervas e chá verde.
  • Cuidado com os alimentos “0% de gordura”. Geralmente eles possuem doses cavalares de açúcar ou sódio. Ambos são péssimos para a sua saúde e suas dores.
  • Abuse das maçãs! Maçãs contêm fibras, anti-oxidantes, e quercetina, além de propriedades anti-inflamatórias fortes.

Lembre-se: a comida pode ser o seu melhor remédio!

Autor: Dennys Amaro

Jornalista formado e pós-graduado, mas, acima de tudo, um curioso. Fascinado pela vida saudável e também amante de comidas calóricas, tenta buscar o equilíbrio entre o quê vê no espelho e a paixão pelos aromas, cores e sabores da culinária. Frequentador assíduo da academia (menos em dias de chuva).

Compartilhe nas Redes Sociais!